terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Pastora é nomeada Ministra da Mulher e Direitos Humanos no Brasil

BRASIL.- Foi nomeada a pastora evangélica como Ministro da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo de Jair Bolsonaro. 


Esta é a pastora Damares Alves , que atua como conselheira do senador Magno Malta, e que agora fará parte do governo de Bolsonaro . O anúncio foi feito pelo futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. 

"Por ordem do presidente Jair Bolsonaro, apresento o ministro Alves, que assumirá a pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos ", disse Onyx em coletiva de imprensa na sede do governo de transição em Brasília. 

Damares foi convocada por Bolsonaro para o cargo, devido à sua identificação com as normas dos direitos humanos e da família. Ela foi recomendada por apoiantes por ser "uma advogada, mãe, tem uma vasta experiência de mais de 20 anos em defesa dos povos tradicionais tradicionalmente esquecidos, índios, ciganos". 

As pautas conservadoras também são defendida por Damares, que é contra ideologia de gênero e a regularização do aborto. 

Sua nomeação conta com o apoio de mais de 100 entidades, entre igrejas, organizações não-governamentais e associações , como a Rede Nacional em Defesa da Vida e da Família. 

Falando à imprensa após sua nomeação, Damares disse que planeja investir em políticas públicas voltadas para as mulheres. Também pretende propor um "Pacto pela Criança" em frente ao Ministério, levando em conta que, em média, 30 crianças são assassinadas diariamente no Brasil. 

"Nunca a infância foi tão surrada como nos últimos anos, vamos propor um pacto para a infância, a  infância será uma prioridade nesse governo ", disse ela.