quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Cientistas dizem que hoje podemos ser considerados idosos só depois dos 75 anos!

Conforto, descobertas científicas e, mais genericamente, a qualidade da vida moderna aumentaram inevitavelmente a expectativa de vida nos países mais desenvolvidos.


Uma pessoa que tem 60 anos de idade não é comparável à força mental e cognitiva de uma que tinha a mesma idade há 20 ou 30 anos atrás, isso significa apenas uma coisa: estamos a envelhecer mais devagar.

Por essa razão, os geriatras conceitualmente redefiniram a idade em que uma pessoa pode ser considerada velha e é uma verdadeira revolução etária.

Agora é oficial, somente após 75 anos uma pessoa pode ser considerada velha.

A notícia de que é uma verdadeira revolução vem diretamente do Congresso Nacional da Sociedade Italiana de Gerontologia e Geriatria (SIGG), que acontece em Roma. De acordo com especialistas, de fato, uma pessoa que tem 65 anos tem a força física e mental que uma pessoa de 40 a 45 anos de idade tinha há 30 anos! Uma pessoa de 75 tem as mesmas faculdades que uma de 55 anos de idade, em 1980, diz o professor Niccolò Marchionni, da Universidade de Florença, e diretor do departamento cardiovascular do Hospital Careggi.

A idade média nos países mais desenvolvidos aumentou cerca de 20 anos em comparação com o início de 1900, e a maioria das pessoas entre 60 e 75 anos está em excelente saúde. A expectativa de vida, portanto, foi adaptada aos padrões de vida modernos, causando um atraso no aparecimento de doenças.

Por esta razão, foi proposto pelos geriatras durante a reunião, de adaptar o conceito de ancianidade aos tempos atuais, levando em conta as condições demográficas e o fato de que uma pessoa é realmente idosa quando faltam 10 anos para você atingir a expectativa de vida. De acordo com os dados estatísticos mais recentes, a idade média de longevidade é de cerca de 85 anos para as mulheres e de 82-83 anos para os homens.

Afinal, hoje em dia, considerando a atual condição física de um homem ou mulher de 65 anos, quem sonharia em chamá-lo de ancião?