quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Homem trans-especie que se indentifica com Peru quer banir com o dia de ação de graças nos Eua

Um homem trans-espécie de Oklahoma que se identifica como um peru está pedindo que os políticos proíbam de uma vez por todas o feriado americano do Dia de Ação de Graças, que ele descreve como “um genocídio injustificado” de seus “companheiros”.

James O'Keefe, 42, que se identifica como um peru desde os 5 anos de idade, planeja fazer uma greve de fome de 100 dias para conscientizar a população americana sobre o assassinato de milhões de perus no dia do crime. Ação de Graças a cada ano.

O'Keefe saiu publicamente sobre seu transespansismo aos 35 anos depois que percebeu que seu casamento não estava funcionando e que não podia mais mentir para si mesmo sobre sua verdadeira identidade.

“Os pássaros não são nada diferentes dos humanos. Sim, eles têm penas e bicos, e garras e asas, e chocam ovos, mas eles ainda têm sentimentos como os humanos ”, disse ele a repórteres.

James O'Keefe, 42, que se identifica como um peru, quer educar o povo americano sobre o assassinato de milhões de perus no Dia de Ação de Graças, que ele diz ser uma tragédia pior do que o holocausto judeu porque "acontece todos os anos".

“Todos nós evoluímos dos dinossauros e os dinossauros são o ancestral dos pássaros. Então, na verdade, todos nós evoluímos de pássaros. ”O'Keefe explica.
O'Keefe está iniciando sua greve de fome de 100 dias no Dia de Ação de Graças e espera sensibilizar a população e os políticos americanos em Washington para que “a pior tragédia da história da humanidade” deixe de ser perpetuada todos os anos.

“Estas são as minhas pessoas de quem estamos falando. Como você se sentiria se, em qualquer feriado, nós matássemos milhões de pessoas? Todo ano? ”Ele disse aos repórteres, visivelmente perturbado.
O'Keefe também afirma que mais de 245 milhões de perus são criados em “condições similares a campos de concentração” a cada ano por fazendeiros americanos.

De acordo com estatísticas do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), estima-se que 45 milhões de perus serão mortos este ano como resultado da alta demanda pela festa anual do Dia de Ação de Graças.