quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

O FBI invadiu a casa de um homem que afirma ter trabalhado na misteriosa "Área 51"

"Bob Lazar", um velho conhecido dos ufologistas, fez uma versão impressionante para explicar a diligência policial.

Um dos poucos testemunhos que têm ufólogos para falar em detalhes sobre o chamado EUA "Área 51" é o cientista Bob Lazar, que tinha trabalhado lá há vários anos.

Para os fãs de OVNIs, sua história tem sido fundamental para entender como a alegada espaçonave do espaço iria funcionar. Pela mesma razão, o fato de sua casa ter sido invadida pelo FBI gerou uma grande agitação.

De acordo com o que foi publicado pelo portal britânico "Express.co.uk", o próprio Lazar disse em uma entrevista que a agência governamental citada chegou à sua casa em novembro passado para revistar sua casa.

"Um comboio de veículos e agentes veio até minha casa e me disse que outros viriam me fazer algumas perguntas. Mas então a rua e o prédio estavam cheios de agentes. Eles disseram que estavam procurando para alguns papéis de dois anos em um cliente que ordenou algum material tóxico , "

O cientista não acredita que tenha sido a razão pela qual a polícia entrou em sua casa, mas ele suspeita que os agentes estavam buscando algo que ele chama de "elemento 115", um produto químico que, por sua própria conta, que seria usado para impulsionar naves alienígenas. O curioso para ele é que no dia seguinte em que ele estreou o documentário onde ele revela que ele roubou uma amostra do Elemento 115 da Área 51, houve uma invasão em sua casa pelo FBI.

Notavelmente, Lazar ficou conhecido no início dos anos 90, quando disse ter trabalhado em naves de origem extraterrestre supostamente armazenadas na Área 51, a fim de descobrir o segredo de como eles trabalhavam. No entanto, essa história nunca foi provada e muitos duvidam de sua versão, desde que não forneça evidências reais, além de afirmações simples.