sábado, 2 de março de 2019

Cardeal importante alerta: ''Arquivos sobre Sacerdotes Pedófilos Perigosos foram destruídos da Igreja''

Um importante cardeal católico alertou sobre como o Vaticano destruiu arquivos que nomearam e envergonharam sacerdotes pedófilos perigosos dentro da Igreja. 


"Arquivos que poderiam ter documentado as terríveis ações e chamado os responsáveis ​​foram destruídos, ou sequer criados", admitiu o cardeal alemão Reinhard Marx em um discurso em uma cúpula do Vaticano sobre o combate à pedofilia.

“Em vez dos perpetradores, as vítimas foram regulamentadas e o silêncio imposto a elas”.

“Os procedimentos e processos estipulados para o julgamento de ofensas foram intencionalmente não cumpridos, mas sim cancelados ou cancelados” , advertiu ele.

O site Abs-cbn.com informa: Marx estava falando no terceiro dia de uma reunião sem precedentes dos principais bispos do mundo, que o Papa Francisco chamou em um esforço para superar uma crise que tem perseguido a Igreja Católica Romana por décadas.

Os escândalos em curso se transformaram em uma crise que afetou muitos países em todo o mundo, com casos recentes afetando o Chile, a Alemanha e os EUA.

Investigações revelaram que em muitos casos os padres acusados ​​de agredir menores de idade foram transferidos para outras paróquias, pois os bispos fecharam os olhos para proteger a reputação da Igreja.

“Os direitos das vítimas foram efetivamente pisoteados e deixados aos caprichos dos indivíduos. Estes são todos os eventos que contradizem fortemente o que a Igreja deve representar ”, disse Marx.

O cardeal disse que é essencial que as vítimas sintam "que possam confiar no sistema".

"Não há alternativas à rastreabilidade e transparência", insistiu ele, acrescentando que as tentativas de encobrir os escândalos corriam o risco de minar seriamente a credibilidade da Igreja Católica.

Francisco disse aos seus bispos que quer "medidas concretas" contra o abuso sexual de crianças, embora grupos de sobreviventes em Roma para a cúpula tenham acusado o Vaticano de palavras bonitas, mas pouca ação.