sábado, 2 de março de 2019

Presidente filipino prevê que a Igreja Católica desaparecerá em breve

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, atacou novamente a Igreja Católica, dizendo que ela não sobreviverá por muito mais tempo devido aos escândalos envolvendo seus clérigos pedófilos.

Duterte disse: “Esta igreja católica desaparecerá. Em quase 25 anos, desaparecerá. Não mais, as pessoas vão esquecer ”

No mês passado, Duterte, cuja guerra contra as drogas ilegais foi criticada pelos clérigos católicos, encorajou os toxicodependentes a roubar e matar os bispos, a quem descreveu como "inúteis".

RT relatórios: Falando em um evento público na capital do país, Manila, o líder das Filipinas alertou que a igreja vai enfrentar o seu desaparecimento como resultado da seqüência de casos de abuso sexual e corrupção dentro de suas fileiras. "As pessoas não vão esquecer os modos do clero católico",  disse ele .

Quando eles ficam com tesão, os filhos dos filhos, eles vão atrás de freiras. Se eles são gays, eles vão atrás de garotos jovens. Quem precisa de uma religião assim?

O porta-voz de Duterte, Salvador Panelo, depois esclareceu seus comentários, dizendo que o presidente estava se referindo a “certos homens no pano que violaram seus próprios votos” e não estava atacando a instituição como um todo.

“Eu acho que é uma crítica saudável. Ajudará a Igreja Católica a se purificar e a se livrar daqueles que não merecem estar lá ”, disse ele a repórteres, acrescentando que o discurso de Duterte era sua“ opinião ”.

Mais de 80% dos filipinos se identificam como católicos romanos, e a igreja continua sendo influente no país.

Os padres católicos irritaram o presidente Duterte, falando contra sua polêmica repressão às drogas.

Duterte, que alegou que ele próprio foi abusado por um padre quando adolescente, repetidamente criticou a igreja. Ele chamou os bispos de "idiotas inúteis" e disse que o clero está "cheio de coisas boas".