sexta-feira, 26 de abril de 2019

Evangélica é presa depois de entrar em uma igreja católica e destruir imagens

BRASIL.- Uma mulher evangélica entrou em uma igreja católica e destruiu imagens de santos, pelos quais foi presa pela polícia , que formou o lugar aconselhado pelos paroquianos. 

O incidente ocorreu em São Gonçalo do Amarante Igreja Matriz da cidade de Umari, cerca de 405 quilômetros de Fortaleza, quando a mulher, que disse que pertencia à Igreja das Assembléias de Deus , entrou na igreja católica e destruiu as imagens e fotos dos santos . 

A dona de casa, identificada como María Leite Araújo Brasil , de 45 anos, usou um tijolo para destruir 18 imagens , três delas do século XVIII, além de sete pinturas da Via Crucis.Os paroquianos tentaram impedi-lo, mas não conseguiram . 

A atitude causou revolta nos fiéis católicos, e alguns deles chegaram a fazer ameaças na tentativa de impedir o vandalismo. María Leite foi presa quando a polícia chegou. 

Em declarações à polícia no local, a mulher disse que havia proposto " destruir imagens feitas pelas mãos de homens que estão causando guerras no mundo ". Divorciada, Maria tornou-se uma fervorosa assistente das igrejas da Assembléia de Deus na cidade. 

A polícia prendeu a mulher e levou-a à Delegação Regional da Polícia Civil de Icó (375 km de Fortaleza), onde o delegado regional José Gonçalves de Almeida, oficializou o crime de flagrante delito por danos e violação do templo religioso. 

O pároco José Luismar Rodrigues lamentou o incidente e. "Ela causou danos materiais, espirituais, religiosos e também culturais", lamentou o padre. 

Agora, María Leite está encarcerada na prisão pública de Umari , aguardando o início do processo na Justiça.