sexta-feira, 3 de maio de 2019

Erudito bíblico adverte os cristãos: "Falta muito pouco para o arrebatamento da igreja"

O grande reavivamento de Deus conhecido como "reavivamento galês," entre 1903 e 1904 mudou a história de muitas nações através do despertar que causou, lembrou Lembra Wallace Henley, um estudioso do assunto.

Em seu novo livro, "O que o avivamento galês revela sobre o fim dos tempos", Hanley argumenta que "Deus está preparando algo enorme".

Através de um estudo meticuloso, ele apontou que um ciclo histórico está se fechando, apontando que o mundo está pronto para ver uma nova efusão do Espírito.

Henley, que é pastor da Segunda Igreja Batista em Houston, Texas, disse que o mundo está enfrentando uma "grande crise política e cultural", em um cenário que lembra do que aconteceu na Europa no final do século 19.

Depois de décadas dedicadas ao estudo dos reavivamentos, o pastor lembrou que, historicamente, os movimentos profundos do Espírito de Deus surgidos nas igrejas geraram uma grande transformação nas sociedades como um todo.

"Eu cresci na era do reavivamento dos anos 50, mas não foi realmente um reavivamento até que vimos o fruto desse movimento, que incluiu o fruto do arrependimento", disse ele ao Christian Post.

O avivamento galês, disse Henley, "é um protótipo que Jesus previu para o fim dos tempos. Isto é, uma demonstração em pequena escala do grande avivamento mundial que Ele anunciou em Mateus 24 e Mateus 13 quando haverá uma grande coleção de pessoas que entrarão no Reino ".

O próximo reavivamento será muito repentino e abrangerá todos os grupos sociais. "Será a promessa de Deus manifestada na redenção de sociedades inteiras".

"Quanto mais profunda a escuridão, mais brilhante a luz. Nós vivemos em tempos de grande escuridão. Quando o avivamento chegar, será de maneira explosiva ", resumiu ele, ressaltando a importância dos movimentos de oração que existem em vários lugares da Terra.

"O reavivamento não virá de um partido político ... ele virá para a Igreja. A igreja é a chave. Espero que os líderes da igreja tenham uma nova visão da natureza da Igreja e seu papel no grande plano cósmico de Deus ", disse ele.

Os cristãos não devem temer no final dos tempos, continuou Henley. Da mesma forma, muitos cristãos tendem a vê-lo como um período de medo. "Eu digo a toda a igreja: Prepare-se para a colheita. Faça todo o possível para estar pronto para a grande colheita, o arrebatamento ", concluiu.