sexta-feira, 3 de maio de 2019

Estudo revela que árvores têm 'batimentos cardíacos', semelhantes aos do coração humano

Sempre que ouvimos a palavra "batimento cardíaco", relacionamos isso ao coração, mas isso mudou depois desse estudo científico. Uma investigação recente revelou que muitas árvores levantam e abaixam seus galhos às vezes durante a noite, o que significa que eles estão em um período em que transportam açúcar e água.

Algo totalmente semelhante ao processo de um batimento cardíaco humano. A razão ainda não foi descoberta, mas estima-se que uma resposta será obtida muito em breve.

Nós todos sabemos que a água é fundamental para o processo básico das plantas, a fotossíntese. A partir deste processo, as moléculas mais importantes necessárias para uma planta são criadas, mas no caso das árvores, seria algo como levar água das raízes para as folhas.

Normalmente, esse processo é feito durante o dia, mas isso não é tão claro depois dos estudos recentes, já que coisas diferentes apareceram para as que foram vistas antes.

Se assimilamos ao corpo humano, os traqueídeos seriam as veias das árvores, onde ocorre o movimento da água. O que se pôde observar, é que durante a noite os ramos de algumas árvores, descem a 10 centímetros antes de subir novamente com a aparência do sol .

É um processo realmente delicado, mas todos os dias se estende a mais árvores ao redor do mundo. A maioria das árvores que fazem esse tipo de batimento cardíaco faz isso da mesma maneira, descendo seus galhos à noite e levantando-os quando o sol nasce.

Mas, por exemplo, a "magnola gradiflora" o faz em três estágios, o que é devido a mudanças na pressão da água, de modo que os "batimentos" são feitos apenas à noite.