segunda-feira, 3 de junho de 2019

Pentágono finalmente admite: ''nós investigamos OVNIs''

O Pentágono finalmente pronunciou as palavras que sempre evitou ao discutir a possível existência de OVNIs - “fenômenos aéreos não identificados” - e admite que ainda investiga os avistamentos deles.

O Departamento de Defesa diz que uma iniciativa secreta do governo chamada Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais “buscou pesquisa e investigação sobre fenômenos aéreos não identificados”.

Foxnews.com relatórios: E enquanto o DOD diz que fechar o AATIP em 2012, porta-voz Christopher Sherwood reconheceu que o departamento ainda investiga alegou avistamentos de naves alienígenas.

"O Departamento de Defesa está sempre preocupado em manter a identificação positiva de todas as aeronaves em nosso ambiente operacional, bem como identificar qualquer capacidade estrangeira que possa ser uma ameaça à pátria", disse Sherwood.

“O departamento continuará a investigar, através de procedimentos normais, relatórios de aeronaves não identificadas encontradas por aviadores militares dos EUA, a fim de garantir a defesa da pátria e a proteção contra a surpresa estratégica dos adversários de nossa nação.”

Nick Pope, que secretamente investigou OVNIs para o governo britânico durante os anos 90, chamou os comentários do DOD de uma "revelação bombástica".

Pope, um ex-oficial de defesa do Reino Unido, disse: “Declarações oficiais anteriores eram ambíguas e deixavam a porta aberta para a possibilidade de que a AATIP estivesse simplesmente preocupada com as ameaças de aviação de aeronaves, mísseis e drones da próxima geração - como os céticos afirmaram.

"Esta nova admissão deixa claro que eles realmente estudaram o que o público chamaria de 'OVNIs'", disse ele.

“Também mostra a influência britânica, porque a UAP foi o termo que usamos no Ministério da Defesa para fugir da bagagem da cultura pop que veio com o termo 'OVNI'. "

John Greenewald Jr. - cujo site The Black Vault arquivou documentos governamentais desclassificados sobre relatórios de OVNIs, avistamentos de “Bigfoot” e outros assuntos - também chamado de uso do termo “fenômenos aéreos não identificados” pelo Pentágono sem precedentes em sua franqueza.

"Estou chocado por eles terem dito isso dessa maneira, e a razão é que eles aparentemente trabalharam muito duro para não dizer isso", disse ele.

“Então, acho que é uma afirmação muito poderosa porque agora temos evidências reais - evidências oficiais - que diziam: 'Sim, a AATIP lidou com casos, fenômenos, vídeos, fotos, o que quer que seja da UAP'”.

Greenewald disse que espera que o Pentágono liberte mais informações sobre a AATIP, seja por divulgação voluntária ou por meio de pedidos sob a Lei Federal de Liberdade de Informação.

"Mas pelo menos estamos um passo mais perto da verdade", disse ele.

A existência da AATIP foi revelada em 2017, juntamente com um vídeo DOD de 33 segundos que mostra um objeto aerotransportado sendo perseguido por dois jatos da Marinha ao largo da costa de San Diego em 2004.

Na época, o ex-líder da maioria no Senado, Harry Reid (D-Nev.), Recebeu US $ 22 milhões em financiamento anual para a AATIP, dizendo ao New York Times que era “uma das coisas boas que fiz em meu serviço no Congresso. "

O estado natal de Reid, Nevada, abriga a instalação militar ultrassecreta conhecida como "Área 51", que há muito tempo é considerada o depósito de uma nave alienígena que caiu em Roswell, Novo México, em 1947.


Reid, através de uma porta-voz, se recusou a comentar.