sexta-feira, 5 de julho de 2019

CEO do Bank of America: 'Queremos uma Sociedade sem Dinheiro'

O presidente do Bank of America, Brian Moynihan, abraçou o movimento dos caixas eletrônicos na quarta-feira, dizendo que sua empresa tem " mais a ganhar do que qualquer um " para eliminar o dinheiro da sociedade.

" Queremos uma sociedade sem dinheiro ", disse Moynihan, que lidera o segundo maior banco dos EUA, aos participantes  da conferência Fortune's Brainstorm Finance .

Ele apontou que mais da metade de todas as transações monetárias já são processadas eletronicamente, com o aumento das criptomoedas e sistemas de pagamento como PayPal, Zelle e carteiras digitais.

A elite global e o lobby bancário querem um sistema digital sem dinheiro, porque isso lhes dará ainda mais controle sobre nós. Os banqueiros globais querem monitorar e controlar cada transação, ao mesmo tempo em que destroem as moedas do mundo real para que possam emitir dinheiro que não existe, criando encargos financeiros impossíveis para as massas, acumulando ao mesmo tempo riqueza e poder reais extraordinários.

Populações que dependem de uma rede totalmente digital sem dinheiro serão incrivelmente vulneráveis ​​em tempos de crise. Um ataque terrorista ou militar, ou mesmo uma tempestade ou falta de energia, significaria o fim de uma economia funcional. Os pagamentos parariam, a economia pararia e a vida como a conhecemos terminaria.

Um clima novo e desesperado se instalaria, com populações inteiras deixadas vulneráveis ​​e desamparadas, completamente sob o controle de seu governo e as sombrias elites puxando as cordas.

Por que os governos ocidentais baniriam dinheiro quando houvesse consequências desastrosas para a humanidade esperando ao virar da esquina?

Porque as elites sombrias e seus cartéis bancários querem que sejamos facilmente manipulados, intimidados e controlados.

As empresas, e até mesmo países inteiros como a Suécia, já aderiram ao movimento para acabar com a era do dinheiro, interrompendo a moeda forte que sustentou as economias modernas.

Relatório do Yahoo : Prevê-se que as transações não monetárias cresçam em 1221% até 2021, de acordo com um estudo de 2018 produzido pelo BNP Paribas e pela Capgemini. Esses vastos volumes colocam os intermediários financeiros em uma posição privilegiada para se beneficiar do processamento dessas transações.

O setor bancário já "digitalizou", disse Moynihan na quarta-feira. “O negócio mudou-se digitalmente e continuará a se mover dessa maneira. É só descobrir como adicionar o valor.