segunda-feira, 15 de julho de 2019

Empregado é demitido por citar versos da Bíblia contra a homossexualidade

POLÔNIA - Um funcionário cristão foi demitido por expressar suas crenças religiosas, publicando versos bíblicos para rejeitar uma festa gay organizada pela mesma empresa. 

Tomasz K., ex-funcionário da IKEA, famosa loja de móveis na Europa, abriu um processo contra a empresa , por ter sido demitido por publicar versos da Bíblia condenando a prática homossexual. 

Tomasz disse que estava trabalhando em Cracóvia, mas foi demitido por se recusar a deletar um comentário que postou na intranet da empresa, criticando um evento LGBT que a empresa estava promovendo. 

"Eles me contrataram para vender móveis, mas eu sou cristão e tenho que manter meus valores " , explicou Tomasz.

O funcionário publicou dois versículos da Bíblia para mostrar seu desacordo com a empresa por promover a homossexualidade, Mateus 18: 6 e Levítico 20:13. 

Uma declaração emitida pela IKEA diz: "Um dos nossos funcionários publicou um comentário sobre o artigo, expressando sua opinião de uma forma que poderia afetar os direitos e a dignidade das pessoas LGBT + ." 

Tomasz e seus advogados argumentam que seu direito de expressar suas crenças em um fórum aberto foi violado. Ele está sendo ajudado por advogados da organização legal conservadora Ordo Iuris Institute. 

Seus advogados argumentam que a empresa implicou falsamente que Tomasz estava pedindo violência,quando eu estava citando apenas versículos da Bíblia .