sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Milionário sueco compra 200 mil hectares de floresta de uma empresa madeireira e preserva floresta inteira

Johan Eliasch é um magnata sueco que estava cansado de ouvir políticos falarem sem fazer nada. Por isso, quando foi ao Brasil, adquiriu um terreno florestal para preservá-lo.

Nada mais e nada menos que 200 mil hectares é o que este milionário protegeu, decepcionado com as políticas ambientais. Graças à sua generosidade, o planeta pode respirar um pouco melhor.

A floresta de 200 mil hectares, salva

Milhares de arvores são derrubadas dia após dia sem que ninguém pare para pensar, muito menos para agir.
Este magnata, e muitos outros, decidiram fazer algo para impedir uma tragédia após a outra. Muitas ONGs fazem o mesmo que Johan. Eles viajam para o Brasil, onde compram uma gigantesca trama amazônica e para os quais têm o mesmo objetivo: continuar vivendo.

Dono da marca esportiva Head, membro de uma família com grandes empreendedores , Johan não é o tipo de perfil, à primeira vista, que parece se preocupar com o meio ambiente.

No entanto, nada está mais longe da realidade. Ele decidiu se juntar a este novo clube de adeptos ao "colonialismo verde" . Ou seja, pessoas que adquirem propriedades amazônicas, mas que não pretendem destruí-las, muito menos construí-las, mas simplesmente preservá-las e mantê-las longe das garras das empresas madeireiras.

Uma consciência em linha com o meio ambiente e uma carteira cheia de dinheiro é o que é preciso para se juntar a este clube imaginário de magnatas ambientais.

As terras de Johan estão localizadas a noroeste do Brasil, perto de Manicoré. Embora não se saiba o que ele pagou para adquiri-los, a figura é algo que pouco importa, só o motivo é importante: a luta contra a mudança climática . Em suas próprias palavras.