segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Vaticano sabe secretamente sobre a existência dos alienígenas de acordo com vazamento do Wikileaks

O WikiLeaks divulgou um novo lote de e-mails na segunda-feira, incluindo discursos de Hillary Clinton em Wall Street , e e-mails de seu gerente de campanha John Podesta para o falecido astronauta Edgar Mitchell.

Os e-mails de Podesta estão sob escrutínio rigoroso por suas implicações sobre a Inteligência Extraterrestre (ETI) e o Vaticano.

Em uma suposta troca no ano passado, Mitchell enviou um email a  Podesta sobre a Energia de Ponto Zero (ZPI é a teoria de que a energia existe no espaço vazio) e de acordo com o astronauta, os alienígenas têm ajudado os humanos a acessá-lo e aproveitá-lo:

Querido John,

Como 2015 se desdobra, eu entendo que você está deixando o governo em fevereiro. É urgente que concordemos com a data e a hora de nos reunirmos para discutir Divulgação e Energia de ponto zero, o mais cedo possível após a sua partida. Minha colega católica Terri Mansfield também estará lá, para nos atualizar sobre a consciência do Vaticano sobre a ETI.

Sim, de acordo com esse conjunto de vazamentos, o Vaticano - uma das maiores autoridades religiosas do mundo - conhece alienígenas . 

Em um email subsequente , Mitchell chega a explicar os perigos potenciais da guerra espacial:

Nossa ETI não-violenta do universo contíguo está nos ajudando a trazer energia de ponto zero para a Terra. Eles não vão tolerar nenhuma forma de violência militar na Terra ou no espaço.

As pessoas estão confusas. Certamente o cristianismo e a vida fora da Terra são duas teorias incompatíveis?

Não necessariamente...

Em 2015, o Papa Francisco foi questionado sobre a possibilidade de vida em outros planetas, e sua resposta não a negou exatamente:

Honestamente, eu não saberia como responder ... até que os EUA fossem descobertos, pensamos que não existia e, em vez disso, existia.

Mas em todos os casos, penso que devemos nos ater ao que os cientistas nos dizem, ainda conscientes de que o Criador é infinitamente maior que o nosso conhecimento.