sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Brad Pitt lamenta por ter sido ateu: "Eu estava sendo rebelde com Deus"

O ator americano Brad Pitt disse que abandonou o ateísmo e voltou às suas raízes cristãs , enfatizando que ele estava apenas sendo "rebelde" quando disse ao mundo que não acreditava em Deus.

"Oh, cara, eu já passei por tudo. Eu me apeguei à religião. Eu cresci com o cristianismo . Eu sempre questionava, mas às vezes funcionava. E quando me sentia sozinho, deixava-o completamente e me chamava de agnóstico . Tentei algumas coisas espirituais, mas Não me senti bem. Então me chamei de ateu por um tempo , sendo um rebelde. Realmente não fui. Mas me rotulei assim por um tempo ", confessou Pitt, 55 anos, em uma entrevista com CQ, o

ator e produtor premiado, diz que Ele foi criado em uma igreja batista , declarou que não estava relutante em acreditar novamente, mas era muito difícil. " E então me vi voltando a acreditar : odeio usar a palavra espiritualidade, mas apenas acredito que estamos todos conectados", acrescentou.

Brad Pitt foi visto participando dos cultos de domingo em uma igreja com Kanye West, que já mostrava sinais de sua abordagem a Deus.

Em uma entrevista de 2009, quando perguntado  se ele acreditava em Deus , Pitt respondeu: "Não, não, não! Eu sou provavelmente 20% ateu e 80% agnóstico".

Seu próximo filme "Ad Astra - em direção às estrelas" tem como tema principal a fé, mas insinuar que essa crença pode ser "uma distração", uma fuga para as pessoas.

"É um olhar externo, em vez de olhar para dentro. Olhar além , sem ver o que está à sua frente", disse ele ao jornalista.

A sinopse do filme conta a história de um homem que viaja pelo interior de um sistema solar sem lei para encontrar seu pai desaparecido, um cientista renegado que representa uma ameaça à humanidade.