segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Pastor pentecostal é acusado de tentativa de estupro infantil

Um pastor latino-americano de uma igreja cristã em Gaithersburg, Maryland, foi preso e acusado de cometer vários crimes sexuais contra um adolescente, informou a polícia do condado de Montgomery na terça-feira. 

GAITHERBURG - Um pastor latino-americano de uma igreja cristã em Gaithersburg, Maryland, foi preso e acusado de cometer vários crimes sexuais contra um adolescente, informou a polícia do condado de Montgomery na terça-feira.

Octavio Cantarero, 42, enfrenta acusações de tentativa de estupro em segundo grau e contato sexual com um menor. Cantarero é pastor da Igreja Pentecostal Prince of Peace, localizada em Earhart Court, em Gaithersburg.

As supostas ofensas teriam ocorrido em janeiro deste ano. Segundo os detetives, quando a vítima, uma congregação do templo, conheceu Cantarero, ele disse que ela era jovem demais para morar sozinha e ofereceu a ela um quarto na igreja onde ela poderia ficar.

Em 16 de janeiro, o réu levou a vítima para o quarto, onde havia uma cama, e disse que os dois iriam dormir lá. Durante a noite, a vítima acordou e encontrou Cantarero tentando estuprá-la, segundo a polícia. Ela resistiu. Cantarero teria pedido à vítima para não contar a ninguém sobre o que aconteceu e lhe disse que a ajudaria a pagar por suas roupas, aluguel e escola. Alegadamente, Cantarero garantiu à jovem que "seus demônios" o provocavam .

A vítima denunciou os supostos crimes à polícia em maio e os detetives realizaram uma investigação.

Um mandado de prisão foi expedido contra Cantarero em 16 de setembro, e o homem se entregou às autoridades no sábado. Ele está preso sem fiança.