terça-feira, 6 de agosto de 2019

''Levar as crianças à igreja viola seus direitos humanos'' Afirma relatório da ONU

De acordo com a Organização das Nações Unidas, levar crianças à igreja viola seus direitos humanos, alegando que a frequência a centros religiosos deve ser uma decisão de menores e não de pais. 

Segundo a Organização das Nações Unidas, levar as crianças à igreja viola seus direitos humanos . As Nações Unidas alegam que a frequência a centros religiosos deveria ser uma decisão de menores e não de pais.

Um relatório controverso do Comitê das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança indica sua "preocupação" para as crianças que são legalmente obrigadas a participar de um ato de culto coletivo , conforme publicado pelo The Christian Institute .

O Comitê recomendou ao Reino Unido "revogar as provisões legais para comparecimento obrigatório ao culto coletivo". Este corpo quer que as crianças sejam capazes de agir independentemente de seus pais.

"O governo deve jogar este relatório no lixo, que é onde ele pertence", diz o político Tory David Burrowes

Para David Burrowes, um membro do Partido Conservador britânico, o relatório é "ridículo" e disse que o governo pode "respeitosamente jogar o relatório no lixo, que é onde ele pertence".

Segundo Burrowes, “o ato coletivo de culto não é um exercício de doutrinação. É reconhecer e respeitar a herança cristã do país e dar às pessoas uma oportunidade de refletir. ”

A ONU tem assuntos mais urgentes para abordar

" A ONU deveria gastar mais tempo fazendo seu trabalho principal e prevenir guerras e genocídio, em vez de enfiar o nariz em salas de estar", disse Burrowes.

Na opinião de muitos dos membros do parlamento britânico, a ONU tem problemas de grande preocupação, como refugiados e pessoas deslocadas de suas casas devido a guerras e perseguição.