sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Médico é demitido por dizer ao paciente que ele precisava ser salvo por Deus

REINO UNIDO.- Um médico cristão foi demitido por dizer a um paciente que Deus deve salvá-lo e que ele deveria ir a um pastor para aconselhamento. 

O Dr. Julius Awakame, um psiquiatra, está sendo investigado pelo General Medical Council (GMC) e por um tribunal de ordens provisórias (IOT). Ele está sujeito a condições em sua carreira futura, o que inclui informar o GMC de quaisquer novas acusações, a localização e todos os detalhes de contato de seu próximo trabalho. 

Ele também foi demitido do Hospital Mount Gould, em Plymouth. 

Dr. Awakame também deve ser supervisionadoEm todas as posições de um supervisor clínico, informe qualquer novo empregador de suas condições e informe o GMC se ele se mudar para uma posição fora do Serviço Nacional de Saúde (NHS). 

Awakam treinou na Universidade de Gana na década de 1990 e depois trabalhou em Essex, onde também foi demitido do North Essex Partnership Foundation Trust. 

Em 2016, foi relatado que ela recomendou uma paciente para assistir ao canal de televisão cristão nigeriano, Emmanuel TV, depois que ela disse que era uma vítima de infância de uma rede de pedofilia satânica. 

Seu comportamento naquela ocasião foi esclarecido porque foi decidido que ele estava agindo de maneira apropriada ao que ele entendia.