segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Astrônomos conseguiram capturar uma imagem do misterioso objeto espacial que se acredita ser o segundo 'visitante interestelar' já observado

Os astrônomos conseguiram capturar uma imagem do que se acredita ser um cometa interestelar que atravessa nosso sistema solar.

O Observatório Gemini, no Havaí, lançou o instantâneo tirado com o espectrógrafo de múltiplos objetos Gemini, localizado em Mauna Kea, um vulcão inativo e o ponto mais alto do estado.


"Essa imagem foi possível devido à capacidade de Gemini ajustar rapidamente as observações e observar objetos como esse, que têm janelas de visibilidade muito curtas", disse Andrew Stephens, do Observatório Gemini, em comunicado.

Stephens acrescentou que a foto foi feita a curto prazo, e os astrônomos obtiveram os detalhes finais do cometa às 3 horas da manhã de 10 de setembro, pouco menos de duas horas antes da observação do objeto.

Com detalhes visuais adicionais, o observatório diz que forneceu ainda mais evidências de que o objeto é um cometa com uma `` cauda pronunciada '' que, segundo eles, é indicativo de `` desgaseificação '': a liberação de gases congelados no pipa

Os astrônomos dizem que a posição atual do objeto, chamada C / 2019 Q4, faz observações difíceis, pois sua proximidade com o sol está criando um crepúsculo.

No entanto, dada a sua rota "hiperbólica", eles dizem que ainda haverá muitas oportunidades de visualização nos próximos meses.

Na semana passada, o Minor Planet Center confirmou que o objeto, que foi visto no final de agosto pelo astrônomo amador Gennady Borisov, na Crimeia, é provavelmente o segundo objeto interestelar conhecido por parar em um canto da galáxia