segunda-feira, 9 de setembro de 2019

MILAGRE? Homem cujo câncer foi "curado com água benta" pede que os médicos avaliem o milagre

Um aposentado que disser que seu  câncer  foi milagrosamente curado com água benta em Lourdes terá suas alegações testadas pelos médicos.

Kazik Stepan,  71 anos, acredita que tomar banho de água benta no local sagrado da  Igreja Católica Romana  na França quando adolescente lhe permitiu caminhar pela primeira vez em meses.

Um tumor na medula espinhal o deixou muito mal, tanto que os médicos temiam que ele nem sequer sobrevivesse à peregrinação.

Agora, mais de 50 anos depois, o avô retornará para visitar o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes, onde sua alegação milagrosa será avaliada pelo Comitê Médico Internacional de Lourdes, composto por 30 médicos.

Isso irá ao ar na  BBC Songs of Praise no final deste mês.

Stepan, que vive em Kent, quer que os médicos apoiem sua teoria de que ele foi "abençoado com uma recuperação permanente".

Mas os médicos devem ter certeza de que o homem era incurável antes de tomar uma decisão.

Se os médicos confirmarem a afirmação de Stepan, ele será o primeiro britânico a verificar sua cura.

Quando Stepan visitou Lourdes em 1965, ele gostava de tomar banho na água benta.

Ela flui da Gruta Massabielle e é reivindicada como tendo propriedades curativas.

As especulações sobre suas qualidades começaram em 1858, quando se diz que Nossa Senhora de Lourdes revelou a Santa Maria de Lourdes, um título da Virgem Maria da fé católica, para Santa Bernadette Soubirous.

Cerca de 100 pessoas afirmam ser milagrosamente curadas pela água de Lourdes a cada ano, embora a Igreja Católica tenha certificado apenas 70 milagres ligados ao local.