segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Ricky Martin diz "A Bíblia não tem autoridade para impedir o casamento gay"

O cantor porto-riquenho, Ricky Martin, disse que a Bíblia não tem autoridade para impedir a aprovação do casamento gay em alguns países.

Martin fez declarações na Colômbia diante de uma equipe de jornalistas peruanos do programa de televisão "Punto Final", após a rejeição do projeto de lei da "União Civil" no Congresso do Peru.

“Como membro da comunidade LGTB, onde quer que esteja, defenderei meus direitos. Não estamos pedindo mais direitos do que ninguém, apenas queremos igualdade ”, afirmou.

“Para muitas pessoas, assinar a certidão de casamento não é importante, mas para pessoas como eu, é. Quero ter mil razões para meu parceiro tomar decisões por mim se algo acontecer comigo. Quero ter esse direito, quero, por mil razões, ter calma que, se algo acontecer comigo ”, disse o cantor.

Martin disse que argumentos religiosos não podem ser impostos porque “não estamos pedindo que a lua caia, mas é algo básico. É importante separar a igreja do estado, você não pode tomar decisões baseadas na Bíblia ”, disse ele.

Depois que a Comissão de Justiça do Congresso do Peru arquivou o projetor de leis da "união civil", o congressista cristão Julio Rosas disse que, com essa opinião, a família peruana foi defendida.

“Nós defendemos a família peruana. Para a família natural que é a base e a fundação da sociedade ”, disse o parlamentar Rosas, um dos principais opositores do projeto.