quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Bíblia de 1500 anos afirma que Jesus não foi crucificado! Vaticano está em pânico!

Diz-se que uma Bíblia com 1500 anos e que contém o Evangelho de Barnabé mostra que a história de Jesus sendo crucificado na cruz é uma mentira.


Dizem também que ele não era filho de Deus, mas antes um profeta. O apóstolo Paulo é chamado de impostor. Alega que Judas foi quem foi crucificado e que Jesus foi para o céu vivo, em vez de ressuscitar dentre os mortos.

Então isso é real? As autoridades de Tehram afirmam que sim. É feito de couro solto e foi escrito em letras douradas. Está escrito em aramaico, que se diz ser a linguagem de Jesus.

Jesus foi realmente crucificado?

Há rumores de que a igreja católica é responsável por esse acobertamento, diz-se, segundo fontes da rede, que eles possuíam todos os evangelhos, incluindo o de Barnabé, na época do Concílio de Nicéia. . Eles então decidiram quais colocar na Bíblia que conhecemos hoje e omitiram essa de Barnabé porque não gostaram da história que ela contava.

Bíblia de 1500 anos preocupa o Vaticano
Diz-se que este livro preocupa o Vaticano e eles pediram que pudessem ter acesso ao livro. Eles gostariam de realizar testes para verificar o quão autêntico é. Eles não estão preparados para assumir o mundo de outra pessoa em um assunto tão delicado como esse. Afinal, se isso for autêntico, toda a nossa história da religião teria que ser reescrita, pois as histórias que conhecemos não poderiam ser verdadeiras.


Enquanto os líderes da igreja católica estão preocupados, muitos estão vendo isso como uma boa notícia . Isso significa que eles podem interpretar a Bíblia como acharem melhor. Isso não levaria a um comportamento imoral generalizado? Ele continua a ser visto.