segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Microsoft do Japão implementa semana de trabalho de 4 dias e produtividade aumenta 40%

Na próxima reunião de trabalho, quando perguntarem quem tem idéias para melhorar a eficiência de colegas e reduzir custos, você pode levantar a mão com confiança e dizer que eles devem funcionar apenas quatro dias por semana.

Talvez seu chefe pense que você está brincando, no entanto, nos países do primeiro mundo, já existem empresas que implementaram um cronograma com três dias de folga por semana e estão dando bons resultados. No Japão, eles tentaram essa estratégia e também estão pensando seriamente em mudar a semana de trabalho para que ela só funcione de segunda a quinta-feira.

A Microsoft Japan fez durante o mês de agosto a experiência de ter apenas quatro dias de trabalho por semana e, no final, fez uma avaliação das despesas da empresa e do nível de produtividade dos funcionários.

O objetivo era desafiar os trabalhadores, de acordo com o CEO japonês da Microsoft, Takuya Hirano:

Trabalhe um pouco, descanse bem e aprenda muito. Quero que os funcionários pensem e experimentem como podem alcançar os mesmos resultados com 20% menos tempo de trabalho.

No final do experimento, foi feita uma análise que mostrou resultados impressionantes. O custo da eletricidade foi reduzido em 23%, o custo do papel impresso caiu 59% e o tempo de reunião de uma hora diminuiu para 30 minutos.

Os gastos da empresa caíram e a produtividade dos trabalhadores também aumentou 40%. Eles tinham menos tempo de trabalho, portanto, trabalharam mais para ganhar o fim de semana de três dias e 92% dos funcionários ficaram satisfeitos com esse experimento.

Este foi um projeto piloto de verão na Microsoft Japan, mas eles estão pensando em fazê-lo novamente durante o inverno. Talvez se os resultados forem repetidos, eles mudem definitivamente o horário de trabalho.

No Japão, as pessoas trabalham até 80 horas por semana e isso causa danos à sua saúde. Portanto, essa idéia é uma maneira de cuidar dos trabalhadores e demonstrar que um bom descanso é benéfico para todos.

As empresas da União Européia já provaram que esse sistema funciona e uma empresa na Nova Zelândia já possui esse cronograma para todos os seus funcionários. Agora, estamos apenas esperando que um corajoso proponha essa idéia nos Estados Unidos, afinal ele já tem evidências de que funciona e funciona muito bem.