segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Lei aprovada para o estudo da Bíblia nas escolas públicas

A Câmara dos Representantes do Estado da Flórida apoiou uma proposta que exigiria que escolas públicas de ensino médio oferecessem aulas bíblicas eletivas.

A patrocinadora do projeto, Kimberly Daniels, disse que as aulas seriam objetivas e que os alunos não seriam obrigados a participar. Os apoiadores também apontaram o papel histórico da Bíblia, que Daniels descreveu como o "livro mais vendido" de todos os tempos.



Daniels disse que a intenção não é "ensinar uma religião específica na escola, mas enfatizar o papel da Bíblia na história, cultura e fundação do governo dos Estados Unidos".

Os legisladores da oposição questionaram a objetividade e a neutralidade religiosa, em parte porque os cursos não incluíam instruções sobre outros livros de outras religiões.

"Não sei como você pode ter neutralidade religiosa se seu currículo se concentrar apenas em um livro sagrado", disse a representante Anna Eskamani.

Da mesma forma, a lei da Flórida permite que os distritos escolares ofereçam cursos sobre as escrituras hebraicas, o Antigo Testamento e o Novo Testamento.
Loading...