sexta-feira, 6 de março de 2020

É melhor ser ateu humano do que um religioso cheio de ódio

Eu vejo Jesus nesse abraço e nesse gesto de misericórdia e compaixão de Drauzio, mas não vejo Jesus no discurso de ódio que é feito em muitas das nossas comunidades de fé.


Antes um ateu humano do que um religioso cheio de ódio:



Essa imagem tem circulado a internet. Nela vemos o doutor Drauzio Varella que é um ateu confesso, abraçando uma mulher trans, que está presa e não recebe uma visita sequer há 8 anos.

Eu vejo Jesus nesse abraço e nesse gesto de misericórdia e compaixão de Drauzio, mas não vejo Jesus no discurso de ódio que é feito em muitas das nossas comunidades de fé.

Enquanto muitos pregam um Jesus punitivo, que fica do céu jogando praga em quem não o serve, é preciso um ateu ser Jesus na vida do excluído e marginalizado. Por: Gilberto Chagas fonte: sensivel-mente.com

Aprenda-mos com Drauzio, que preferiu abraçar ao invés de acusar.




Loading...